Pesquisar este blog

sábado, setembro 29, 2001

Voluntário para Boeing

Abaixo meu texto desta semana para a revista FAUTH:

VOLUNT�RIO PARA BOEING

VOLUNT�RIO PARA BOEING � Homem, 31, moreno, cabelos curtos, sou volun�rio para voar em Boeing com destino a qualquer andar de qualquer centro comercial do mundo. Profiss�o: militar (portanto, com alguns conhecimentos que podem ser �teis). Formado em Literatura (logo, inteligente o suficiente para n�o deixar vazar informa��es importantes). Com imenso auto-controle emocional (vou v�rias vezes naqueles brinquedos radicais dos parques de divers�o e quase durmo, assim como Bin. N�o, n�o � o Bin Laden, mas o Mr. Bin � escreve-se Bean �, que numa de suas esquetes dormiu durante uma viagem de montanha russa). Atributo principal: sou normal como voc�. Pergunte � minha m�e o que ela acha de mim � pode haver opini�o mais isenta?

Voluntario-me porque dessa vida n�o se leva nada mesmo. Voluntario-me porque sou contra a guerra e qualquer tipo de viol�ncia. Sou contra qualquer tipo de armamento. Sou da paz, prego a paz e queria ver o mundo em paz. Entretanto, n�o h� mais jeito. Todos pens�vamos que depois da bomba de Hisoshima e Nagasaki, depois do Holocausto, a humanidade tomaria jeito. Mas n�o. Come�o a entender a atitude conden�vel do Deus dos crist�os que, depois de ter criado o homem, resolveu afogar todo mundo no tal do Dil�vio. Mas achou que No� era bonzinho e que sua �ndole traria uma nova ra�a de homens... Enganou-se novamente o Senhor, como enganar-se-ia Hitler se conseguisse seu intento de purificar a ra�a humana. A prova est� a�. Dizem os profetas que agora ser� fogo, pois a �gua j� foi. Dizem ainda que ser� o Ju�zo Final, mas acho que ainda vir�o os outros dois elementos: A Terra e o Ar. Depois de matar a humanidade, novamente, com o fogo, talvez Deus queira salvar o mais No� dentre n�s e, mais tarde, descubra que de nada adiantou, trazendo a morte pelo soterramento (elemento Terra) e, por fim, pelo excesso de ar, asfixiando-nos (elemento Ar). O castigo de Deus � cruel, n�o duvide. Por isso sou volunt�rio para entrar num Boeing, seja contra as novas torres do World Trade Center em 2005, seja contra o Pal�cio do Planalto hoje mesmo, n�o importa. O importante � que tudo exploda antes do castigo a cavalo.

O homem parece n�o querer a paz. Ora, dizem os americanos, � claro que � preciso dar o troco. N�o! � preciso dar comida para quem tem fome. Jogando bombas no Bin Laden, Bush torna-se �um� com ele. George W. Bin Laden. Farinhas provenientes de um mesmo saco, no final das contas. Portanto, seja para jogar o Boeing em Washington, no Afeganist�o ou em �Sejal�ondist�o�, sou volunt�rio. Para quem quer saber como funciona a cabe�a de um terrorista, eu, terrorista potencial e volunt�rio � mesmo sem religi�o � explico: olhe para dentro de voc� mesmo... Bem l� no fundo... Se em algum momento encontrar a solu��o para os problemas do mundo em uma bomba at�mica sobre o Oriente M�dio, ou a solu��o para os problemas da sua cidade com um gigantesco inseticida que extermine �favelados-traficantes-presos-pretos-rebelados�, ou at� mesmo uma bomba que elimine o mundo e deixe s� a sua fam�lia em paz, saiba que voc� tamb�m tem a mente de um terrorista, t�o perigoso quanto Bin Bush, ou George Laden, pois j� n�o sei mais quem � quem. O que � certo e errado est� cada vez mais deturpado no mundo. Um mundo que tem os �direitos humanos� para ingl�s ver. Desde quando mandar avi�es-bombardeiros que propagam a morte � levar paz ao mundo? Acho que isso �, tamb�m, um ato de terrorismo.

Por isso sou volunt�rio. Sou volunt�rio para jogar meu Boeing em cima de Bin Laden, em cima de Bush, em cima de quem quer que seja, pois se sou ser humano, sou tamb�m terrorista e vou fazer o que � certo: acabar com vidas humanas, pois estas s�o o problema. Bush conclamou as na��es: �quem n�o est� com o terrorista aqui, est� com o terrorista l�. Portanto, s� h� um lado: o do terrorismo. E se sou humano, tamb�m fa�o parte do problema e, pela l�gica, acabo comigo tamb�m, dentro do avi�o, pois serei menos um a pensar em matar os outros.

Continuo volunt�rio � do lado que me prometer matar mais gente. A n�o ser que o mundo pare e todos n�s resolvamos unir as for�as para acabar com a mis�ria e a fome � e neste caso quero continuar vivo. Mas, se a t�nica for a guerra, estou pronto tamb�m. Que vivamos todos n�s: os terroristas!

quarta-feira, setembro 26, 2001

Ontem
Final de tarde
eu atravessava uma rua quando
súbito
parei.
Meu coração saltou
Deu uma volta em torno de mim
Parou na minha frente
sorriu
E voltou ao seu lugar.

sexta-feira, setembro 14, 2001

FARSA AMERICANA DE MAU GOSTO

13 - setembro - 2001

N�o queria estragar a festa, muito bem conduzida, por sinal, mas vou ser o respons�vel pelo maior vazamento da hist�ria mundial: o World Trade Center n�o caiu. J� sei que todos v�o me chamar de louco, dizer que eu estou brincando, mas o tempo vai mostrar a verdade. Nada como uma semana ap�s a outra.

Para um pa�s como os Estados Unidos � muito f�cil dar essa demonstra��o de poder para a humanidade. H� muito eu j� vinha esperando por isso e agora est� a�: o mundo � pseudo-globalizado, ou melhor, � globalizado unilateralmente pelos norte-americanos. A prova est� na cara de todos e ningu�m � capaz de perceber: essa � a maior farsa que o mundo j� viu; vai mudar os rumos da Hist�ria, al�m de abalar as cren�as de todas as pessoas. Desde o nosso presidente da Rep�blica, Fernando Henrique Cardoso, que se sentir� um idiota, passando por Fidel Castro, quem diria!, que se viu obrigado a dar declara��es amig�veis ao seu inimigo e chegando at� �quela comunidade palestina que comemorava o tal atentado terrorista. Todos ludibriados, enganados por quem tem mais dinheiro e poder, por aquele que chegou ao topo mais absurdo com essa �ltima demonstra��o de for�a e mau gosto.

As primeiras imagens da manh� ficaram por conta da CNN. Tudo muito bem articulado, depois de anos de estudos sociol�gicos, antropol�gicos, psicol�gicos, econ�micos e outros mais. Avi�es de sua pr�pria casa, dominados por camicases de origem duvidosa, atacam o pr�prio lar e seus maiores s�mbolos, presentes na maioria de seus filmes e na mente de praticamente toda a humanidade, agora globalizada por eles mesmos. Quem tinha parentes, tentou ligar para o exterior e n�o conseguiu. Comunica��es cortadas para dar tempo ao mais chocante acontecer: o segundo avi�o! Filmado de todos os �ngulos, com c�meras estrategicamente posicionadas (e isso s� saber�amos mais tarde, depois que �acidentalmente� novas filmagens fossem aparecendo), assistimos ao maior �show� j� produzido em todos os tempos. As filmagens �reais� feitas a partir de c�meras utilizadas em �A bruxa de Blair� fizeram sucesso e foram reproduzidas por todas as televis�es do mundo global como se fossem a mais pura verdade. Ningu�m entra e ningu�m sai dos Estados Unidos. Claro: como explicar, �s duas horas da tarde, que as torres g�meas do World Trade Center permaneciam intactas naquele fat�dico dia 11 de setembro? Nas duas torres h� grupos do mundo inteiro e, com isso, seria f�cil convencer a todos, pois quem desconfiaria de telefonemas dos pr�prios familiares que l� trabalhavam, dizendo: �n�o sei de fulano...� ou, �ele se salvou!� E este, o salvo, ator produzido para �nica participa��o nesse grande evento, falaria ao seu pa�s do desespero nas ruas de Nova Iorque. Milh�es pessoas foram muito bem pagas durante anos para esse dia. E continuar�o recebendo, para o resto da vida, pens�o vital�cia que d� para sustentar modestamente uma fam�lia. J� � uma ajuda e tanto.

Chato dizer isso aqui e estragar tudo, mas fiquei sabendo � atrav�s de fontes incontest�veis � e me sinto no dever de contar a sujeira que est�o fazendo. Sorria! Voc� caiu na maior �pegadinha� do mundo. Depois dessa, Fausto Silva, Gugu Liberato e S�rgio Mallandro n�o ter�o mais espa�o. E a humanidade passar� por uma terr�vel fase de descren�a generalizada. N�o poderemos mais confiar na pr�pria sombra. Mas os Estados Unidos poder�o dizer: �voc�s acham mesmo que algum terrorista seria capaz de quebrar nossa seguran�a?� e �voc�s perceberam como somos n�s que dominamos os meios de comunica��o mundial?�. Come�o a n�o achar exagero quando chamam os Estados Unidos da Am�rica de �O grande sat�.

Enquanto as pessoas do mundo inteiro lamentavam os mortos que nunca morreram, George W. Bush fazia seu pronunciamento segurando o riso. Era vis�vel aquela sua vontade de rir, mas depois de um dia inteiro vendo e ouvindo, em todos os lugares, em todas as lojas de eletrodom�sticos, o �terr�vel e horripilante atentado terrorista�, nenhum de n�s poderia imaginar que aquela cara de quem est� prestes a gargalhar era s�ria, se � que entendem o que quero dizer.

Tremenda brincadeira de mau gosto. E o que mais me decepciona � saber que Spielberg est� por tr�s disso. Mais triste ainda fiquei ao saber que Stanley Kubrick morreu, na verdade, de morte matada � e n�o de morte morrida, como eles divulgaram � por n�o querer participar dessa idiota brincadeira. O diretor de �Dr. Fant�stico� n�o poderia mesmo concordar com uma calhordice dessas.

Como se n�o bastasse nos fazer acreditar que o homem foi � Lua quando disp�nhamos apenas de computadores com monitor de f�sforo verde, agora me aparecem com mais essa de �terrorismo�. Terr�vel!

S� podia ser coisa de americano.

quarta-feira, setembro 05, 2001

Da série "Coisas que nunca vi"

Um rato mamando. Partindo do princípo de que se trata de um mamífero, nunca vi um desses seres mamando. Nem na revista National Geographic nem no canal Discovery, pois estes estão sempre preocupados em nos mostrar diabos da tasmânia e outros bichos que não existem por aqui e esquecem-se de mostrar um rato mamando, por exemplo. Não consigo nem imaginar uma rata, deitada como uma gata, dando de mamar a diversos filhotes.... Vocês têm certeza de que o rato é mamífero? Tanto quando os morcegos???